sexta-feira, 31 de julho de 2009

"Inutilia Truncat"


Inutilia Truncat: cortar as inutilidades.
É, simples assim. Mas, é o tipo de coisa simples que faz parar, pensar e perceber como as coisas inúteis têm a capacidade de se acumularem (com a nossa permissão, é claro). E essas "coisas" podem ser coisas no sentido literal, mas também são relações que não acrescentam (ou diminuem), hábitos que insistimos em conservar, ou até mesmo pensamentos autossabotadores que não deixamos de jeito nenhum, mesmo sabendo que vão de encontro aos nossos próprios desejos. E quando nos damos conta, estamos nos sentindo "uó", já que substituimos grande parte do que era útil pelo inútil, frustrando-nos pelas complicações que nós mesmos criamos! Por sinal, complicar é o cúmulo da inutilidade... e simplificar seria a solução de grande parte dos problemas, ou ao menos o melhor caminho para tal.
Bom, já que comecei pelo latim (sem querer complicar, obviamente), aí vai:
simplex: O sim origina-se do latim, significando um/único. Já o plex vem do indo-europeu plek e quer dizer dobra/laço.
"Complicado", por sua vez, dá a idéia de vááááárias dobras, pois cum indica intensidade. Concordo que a intensidade tem seu valor (e muito!), mas de laços e enredações... convenhamos, né?
Então, é bom prestarmos atenção, para que ex-pliquemos (desdobremos) as complicações, evitando a per-plexidade (super enredamento) diante dos problemas que nós mesmos criamos... Enfim, respiremos fundo, adotemos o lema inutilia truncat e brindemos a uma vida livre de dobras e inutilidades!
And the rest is still unwritten...
video

2 comentários:

Gabriela disse...

Lu, devo dizer que o teu post, juntamente com o clipezinho que tu colocou ali em baixo, mudou o meu dia! Só tenho que te agradecer por isso.
É tão fácil se entregar e repetir padrões autossabotadores, os quais, como tu mto bem disse, inclusive "vão de encontro aos nossos desejos". Eu me sinto muito volúvel, no sentido de sensível ao extremo aos estímulos externos. Quando eu fico sozinha, broxa, largada, tendo a me entregar e só acumular porcaria. Vou adotar o "inutilia truncat" na minha vida a partir de agora (e sempre q eu esquecer dele, por favor peço que me relembre, pois sou meio fraca). Adorei mesmo o post de estreia do blog, e espero que depois desse post venham mtos, mtooos outros. O blog é uma mídia maravilhosa, usemos em nosso favor! Um beijão da tua amiga, Gabi.
PS: eu amoo essa música!! colocar ela em volume bem alto e dançar desinibida é a MELHOR coisa q tem!

Gabriela disse...

posta maaaais!!! =DD

Postar um comentário